Sábado, 10 de Janeiro de 2009

...

 

FÁBULAS DE JEAN DE LA FONTAINE

 

RECONTO

 

 A Gralha Entre Pavões
 
Num certo dia, andava um pavão a passear quando, de repente, as suas penas lhe caíram para o chão. Nesse momento, apareceu uma gralha presunçosa, que decidiu apanhar as penas e colocá-las no seu corpo, tentando fazer passar-se por um lindo pavão. Juntou-se a um grupo de pavões e, apesar de bonita e majestosa, foi logo descoberta e mandada embora. O pavão passou a palavra aos companheiros, os quais lhe tiraram, não só a plumagem do pavão, como as suas próprias penas. Após o sucedido, foi para junto das suas verdadeiras companheiras gralhas que, como souberam da situação, também a tiraram do seu grupo com mil apupadas.
            Esta história contém uma lição que não serve só para os animais mas também para o Homem: “Aquele que alheio veste, o vem na praça despir”. Para os maus entendedores também se pode dizer desta maneira: “Cuidado, a todos os que procuram parecer mais do que aquilo do que são! Podem vir a sofrer com isso…”.
 

 

Elaborado por:
André Vicente
6º E   Nº 3
publicado por Contador às 16:36
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


.posts recentes

. CONCURSO "QUEM CONTA UM C...

. O Banqueiro Anarquista

. Amor de perdição

. O Amor de Teresa e Simão

. ...

. O Céu Dentro de Ti

. Reconto de fábula de La F...

. Reconto da Fábula de La F...

. OFICINA DE LÍNGUA PORTUGU...

. ...

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Fevereiro 2010

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds